Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Mulheres do campo, da floresta e das águas > Mulheres Rurais > Desenvolvimento rural sustentável com igualdade de gênero > Desenvolvimento rural sustentável com igualdade de gênero

Desenvolvimento rural sustentável com igualdade de gênero

por SPM publicado 09/10/2013 09h06, última modificação 18/11/2014 11h27

 

Ecoando as vozes dos movimentos sociais, o governo brasileiro reconhece que o desenvolvimento sustentável e solidário, também na área rural, só é possível com igualdade de gênero, o que pressupõe autonomia econômica, política e social para as mulheres do campo, da floresta e das águas.

 

Principais ações

 

Prêmio Mulheres Rurais que Produzem o Brasil Sustentável:

A Secretaria de Políticas para as Mulheres – SPM criou o Prêmio Mulheres Rurais que Produzem o Brasil Sustentável, com o intuito de contribuir para a produção e disseminação de conteúdos que subsidiem o fortalecimento da Política Nacional para as Mulheres com participação e controle social. Por meio dele, a SPM premia grupos produtivos de mulheres rurais que contribuem para o desenvolvimento sustentável do país.

Trata-se de um concurso de experiências de grupos e organizações produtivas formados por mulheres rurais do campo e da floresta que estejam contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Brasil. O Prêmio tem como objetivo dar visibilidade ao trabalho das mulheres do campo e da floresta, por meio de suas organizações produtivas, no fortalecimento da sustentabilidade econômica, social e ambiental, e geradoras da segurança e soberania alimentar no País.

Na edição de 2012/13 inscreveram-se 517 experiências. Houve propostas oriundas de praticamente todas as Unidades da Federação. Na primeira etapa, foram selecionadas as trinta melhores experiências, as quais foram visitadas pela Comissão Julgadora. As dez melhores receberam um prêmio de vinte mil reais e todas as 30 finalistas receberam uma estatueta. A Comissão Julgadora foi composta por sete membros, representantes dos seguintes órgãos: Secretaria de Políticas para as Mulheres – SPM, Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA, Ministério do Trabalho e Emprego – MTE, Conselho Nacional dos Direitos da Mulher – CNDM e Banco do Brasil.

 

Prêmio Mulheres Rurais que Produzem o Brasil Sustentável - 2012/2013

 


 

Participação em Grupos de Trabalhos e Órgãos Colegiados

O desenvolvimento sustentável com igualdade de gênero só poderá ser alcançado por meio de um esforço articulado de diferentes setores do governo e da sociedade civil. Por isso, a Secretaria de Políticas para as Mulheres – SPM promove os direitos das mulheres como questões transversais a serem observadas em todas as políticas de governo e nas diferentes ações da sociedade civil. Nesse sentido, além de sempre buscar parcerias, a Secretaria participa de diversos grupos de trabalhos e órgãos colegiados.

Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional – CAISAN

Campanha para Erradicação do Sub-registro Civil de Nascimento

Comissão Nacional de Educação do Campo – CONEC

Comissão Nacional de Política Indigenista 

Comissão Nacional dos Trabalhadores Rurais Empregados – CNATRE

Comitê Gestor Nacional do Plano Social Registro Civil de Nascimento e Documentação Básica

  • Subcomitê de Documentação Básica

Comitê Gestor Nacional do Programa de Organização Produtiva de Mulheres Rurais

Comitê Gestor do Programa Nacional de Documentação da Trabalhadora Rural 

Conselho Nacional de Aquicultura e Pesca - CONAPE

Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável - CONDRAF

Conselho Nacional do Meio-Ambiente – CONAMA

Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – Consea

  • Comissão Permanente 2 – Macrodesafios Nacionais e Internacionais
  • Grupo de Trabalho sobre Gênero, Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional

Grupo da Terra

Grupo de Trabalho Interministerial para a Educação Infantil no Campo

 

voltar.jpg