Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Brasil Mulher é apresentado na CSW como alternativa para fortalecer alianças

Notícias

Brasil Mulher é apresentado na CSW como alternativa para fortalecer alianças

por publicado: 13/03/2018 15h35 última modificação: 13/03/2018 15h36

Na manhã desta terça-feira, o Brasil participou do debate, durante a Comissão Sobre a Situação da Mulher (CSW) sobre a construção de alianças para fortalecer os mecanismos nacionais de igualdade de gênero. A secretária de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes, chamou atenção para o papel fundamental que a sociedade civil tem na elaboração de políticas eficazes.

“As organizações da sociedade civil são fundamentais para contribuirem para que governos e instituições desenvolvam mais e melhores ações voltadas às mulheres e meninas rurais. Com essas parcerias, podemos alcançar resultados mais efetivos no enfrentamento à todas as formas de violência, na promoção dos direitos sexuais e reprodutivos, no acesso aos recursos naturais e produtivos, sempre levando em conta as especificidades culturais e a diversidade das mulheres rurais”, disse .

Como um exemplo de boa pratica na implementação das ações transversais, Fátima Pelaes apresentou o Brasil Mulher, rede de mobilização nacional criada em dezembro.

“O Brasil Mulher é uma articulação nacional de organizações públicas, empresariais e da sociedade civil que tem por objetivo estimular ações que promovam a igualdade de gênero para assegurar a dignidade da mulher e promover o desenvolvimento econômico e social do país”.

Ela explicou que o Brasil Mulher atua com base nos eixos da autonomia econômica, enfrentamento à violência, saúde, educação e espaços de poder e decisão.

“O Brasil Mulher reforça os compromissos assumidos pelo Brasil com a implementação integral da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, em especial o ODS 5, e com a Constituição Federal que defende a igualdade entre mulheres e homens”.