Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Campanha da SPM na Amazônia alerta para perigos de escalpelamento

Notícias

Campanha da SPM na Amazônia alerta para perigos de escalpelamento

por publicado: 28/08/2017 18h27 última modificação: 28/08/2017 18h27

A Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM/SEGOV) está fazendo campanha nos rios da Amazônia para alertar sobre os riscos de escalpelamento. Hoje – 28 de agosto – é o Dia Nacional de Combate e Prevenção a esse grave acidente que ainda acontece no Brasil, instituído por força da Lei 12.199/10.

O escalpelamento é um problema recorrente naquela região e ocorre quando as vítimas, ao se aproximarem do motor dos barcos por acaso, têm seus cabelos repentinamente puxados pelo eixo. A forte rotação ininterrupta do motor ao enrolar os cabelos em torno do eixo, arranca inexoravelmente todo ou parte do escalpo da vítima, inclusive orelhas, sobrancelhas e por vezes uma enorme parte da pele do rosto e pescoço, levando a deformações graves e até à morte.

A SPM preparou material informativo sobre formas de prevenção e legislação em vigor, que está sendo distribuído às comunidades ribeirinhas. As equipes da Secretaria realizam a campanha em conjunto com a Marinha do Brasil e a Associação de Mulheres Ribeirinhas e Vítimas de Escalpelamento da Amazônia - AMRVEA a bordo do barco Rei Benedito.

Para a secretária Fátima Pelaes, a campanha é necessária porque ainda hoje esses acidentes acontecem, “deixando sequelas imensas às vítimas e seus familiares. É muito cruel. Não podemos permitir que continue acontecendo. As mulheres e as crianças são as maiores vítimas. Temos que orientar sobre as formas de prevenção e cobrar a aplicação da lei, que obriga proteção no motor, eixo e partes móveis das embarcações”, afirma.

Só no Amapá, foram mais de 140 vítimas nos últimos 10 anos.