Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Guiana Francesa poderá ganhar um espaço de atendimento as brasileiras imigrantes

Notícias

Guiana Francesa poderá ganhar um espaço de atendimento as brasileiras imigrantes

SPM e o Conselho Nacional do Sesi estão em missão oficial para buscar parceria

por publicado: 15/02/2018 17h58 última modificação: 15/02/2018 17h58

Cerca de 60 mil brasileiros vivem atualmente na Guiana Francesa, sendo a maioria de mulheres vindas principalmente do Amapá, Pará, Maranhão, Ceará e Amazonas. Muitas dessas mulheres vivem em situação de vulnerabilidade social e violência.

Para tratar da criação de um Espaço Brasil Mulher na capital daquele país, Caiena e buscar parcerias para o projeto, a secretária de Políticas para Mulheres (SPM), Fátima Pelaes, está em missão oficial, acompanhada do presidente do Conselho Nacional do Sesi, João Henrique de Almeida Sousa, a deputada estadual do Amapá, Edna Auzuer e a Cônsul do Brasil em Caiena, Maria Luiza Vitalis de Tostes Ribeiro.

“Muitas brasileiras estão aqui em Caiena em busca de novas oportunidades, mas que hoje vivem em situação de violência e vulnerabilidade. Este espaço será uma forma de acolhermos essas brasileiras, darmos condições delas conhecerem a legislação local, quebrarem o ciclo de violência, conquistarem sua autonomia econômica e sua dignidade”, defendeu a Secretária Fátima Pelaes.

Este será o segundo espaço dedicado ao atendimento das mulheres no exterior. O primeiro, inaugurado em abril de 2017, na cidade de Boston (EUA).

O Espaço Brasil Mulher trabalha em três frentes: o acesso à informação, promoção da autonomia econômica por meio da qualificação profissional e empreendedorismo e o enfrentamento à violência.