Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Tocantins ganhará mais duas unidades móveis de atendimento às mulheres

Notícias

Tocantins ganhará mais duas unidades móveis de atendimento às mulheres

por publicado: 23/08/2017 14h36 última modificação: 23/08/2017 14h38

Mais duas Unidades móveis de atendimento às mulheres, conhecidas como Ônibus Lilás, serão entregues ao Tocantins na segunda-feira, dia 28 de agosto, às 10 horas, em Araguaína, durante solenidade oficial com a presença da secretária de Políticas para as Mulheres (SPM/SEGOV), Fátima Pelaes, o governador Marcelo Miranda, a deputada federal e primeira dama do estado, Dulce Miranda, e a secretária estadual da Cidadania e Justiça, Gleidy Braga, além de outras autoridades estaduais e municipais.

As duas unidades que serão entregues são frutos de uma emenda parlamentar da deputada Dulce Miranda. Com os novos Ônibus Lilás, o Tocantins contará com quatro unidades, disponibilizadas pelo Governo Federal, por meio do Pacto Nacional pelo Enfrentamento à Violência contra as Mulheres. As unidades móveis atendem às mulheres do interior do Tocantins, em articulação com o Fórum das Mulheres do Campo, das Águas e da Floresta.

Com as duas novas unidades, será possível expandir o trabalho e atender um número ainda maior de mulheres nas áreas rurais dos municípios onde não existem outras formas de apoio. A expectativa da SPM e do Governo do Tocantins é ampliar o trabalho já realizado, para alcançar os lugares mais distantes. Do começo do ano de 2015 até agora, as duas unidades móveis em uso no Tocantins já realizaram mais de 3.400 atendimentos em todo o estado.

Os atendimentos permitem a interação efetiva de diversos serviços, a orientação adequada e humanizada e o acesso às mulheres do campo, da floresta e das águas aos serviços da Rede de Atendimento à Mulher em situação de violência. Os ônibus adaptados levam atendimentos individuais com defensoras públicas, advogadas, assistentes sociais e psicólogas e também promovem rodas de conversas sobre os direitos das mulheres e oficinas de inclusão produtiva para aquelas em situação de violência. A iniciativa faz parte do programa do Governo Federal “Mulher, Viver sem Violência”, criado pelo Governo Federal e desenvolvido pelos Estados.

Com informações do Governo de Tocantins