Você está aqui: Página Inicial > SPM debate empoderamento das mulheres em evento do BRICS

Notícias

SPM debate empoderamento das mulheres em evento do BRICS

Grupo de países formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul se reúne para trocar experiências sobre desafios demográficos e desenvolvimento econômico

por publicado: 23/12/2015 12h13 última modificação: 23/12/2015 12h13

A Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres participou do Terceiro Seminário Anual de Funcionários e Peritos dos Países do BRICS em Assuntos da População, representada pela Secretária de Políticas do Trabalho e Autonomia Econômica das Mulheres, Tatau Godinho. O evento foi realizado dias 09 a 10 de dezembro, em Moscou na Rússia. A demógrafa Izabel Marri, representante do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE e Richarlls Martins, representante da sociedade civil, também compuseram a delegação brasileira.

 Além de representantes dos 5 países dos BRICS, também participaram do Seminário "Desafios demográficos e desenvolvimento econômico dos países BRICS”, instituições internacionais (UNFPA, OIT, Banco Mundial, IPPF). 

No debate acerca do empoderamento das mulheres, Tatau Godinho destacou as barreiras à participação das mulheres no mercado de trabalho e o desafio de implementar políticas de Estado que induzem relações de igualdade.

“Em todos os países persistem fatores associados com os valores culturais do patriarcado que fazem com que as mulheres ainda sejam obrigadas a mediar as suas escolhas profissionais pelas restrições da vida familiar e a responsabilidade pelo trabalho doméstico não compartilhado”, ressaltou a representante da SPM. Ela ressalta que no Brasil a divisão sexual do trabalho “que opera em casa, no local de trabalho e no mercado de trabalho tem como consequência uma persistente discriminação no mundo do trabalho”, afirma.

Para ela, o desafio é romper com a divisão sexual do trabalho, “mudando a estrutura ocupacional, ampliando a participação das mulheres em setores não tradicionais, de maior renda, prestígio e menos precários, bem como fortalecendo a organização das mulheres”.

 A Secretária de Políticas do Trabalho e Autonomia Econômica afirmou que o Seminário possibilitou a troca de informações e melhor conhecimento entre os países, indicando que, “respeitadas as diferenças sociais, demográficas e culturais, há um campo possível para compartilhamento de políticas populacionais e melhoria dos padrões de desenvolvimento”.  Ela ressaltou que a declaração final reafirma o acordo da reunião com o seguimento a Agenda aprovada no Brasil, no Seminário anterior (Fevereiro 2015), bem como apresenta sugestão de que se encaminhe recomendações à próxima reunião de cúpula dos BRICS, prevista para julho de 2016, na Índia.


Temas

No Seminário foram debatidos os seguintes temas: 1. Formas de reverter os desafios populacionais em oportunidades para facilitar o crescimento econômico e desenvolvimento humano; 2. Incentivos ao empoderamento das mulheres – As redução do hiato de gênero no mercado de trabalho afeta os padrões reprodutivos das famílias?; 3. Monitoramento do crescimento e mudanças populacionais: mecanismos e métodos para definir os desafios e elaborar respostas de políticas; 4. Crianças e Políticas de Juventude – É possível aumentar a eficiência e obter melhores resultados?; 5. Deficientes e idosos: As mudanças populacionais e as necessidades de ajuste dos Sistemas de Previdência e Proteção Social.

Os temas foram apresentados por Tatau Godinho juntamente com a representante do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE.